sábado, setembro 27, 2008

A AURA BRANCA


A aura branca
encobria
o deslizar da pena.
As palavras
fluíam,
com a leveza do ser,
-descreviam-
com vagar,
a angústia
do amor.
Chl
Set/2008

2 comentários:

Márcia disse...

Pense numa saudade...;)
Beijo grande, viu?

Thiago Borges disse...

Olá, estava procurando imagens de uvas na internet para um trabalho e acabei caindo em seu blog. Gostei de sua poesia sobre as uvas e gostaria de saber se poderia utilizá-la. Se puder me responder agradeço. Meu e-mail é tab-jr@hotmail.com.
Valeu, muito belas suas poesias!