quarta-feira, outubro 24, 2007

TERCEIRA VIA

                                          Foto : Oswaldo Ribeiro

Em meados de Janeiro próximo passado, aconteceu um evento na Câmara dos Vereadores de Natal, para discutir formas ideológicas do pensamento político. Divisões entre esquerda e direita e outros significados ideológicos remanescentes da revolução francesa.
A mesa era presidida pelo vereador Junior Rodovia e tendo como debatedores, os intelectuais Adenubio Melro e Dickson Massa.

Em meio à discussão,apartes, insinuações, dança de cadeiras - vereadores mudavam das cadeiras da esquerda para a direita, de acordo com a vantagem de cada lado no debate -momentos de tensão, tiradas de alto teor ideológico e grandes opiniões de ciência política.

Neste ínterim, entra Severina a "Imperatriz do Brasil", querendo opinar, dizendo-se a favor da Monarquia e ela assumindo imediatamente o poder. Formou-se um grande bafafá; foi então que chamaram Léo Sodré,para retirá-la do plenário. Leonardo com muito jeito e afago, entre um abraço e um cheiro em Severina, conseguiu convencê-la a sair do recinto, dando-lhe uma cochichada no ouvido.

O debate continua acalorado, com Junior aos berros dizendo que todos os transportes populares deveriam andar apenas pela esquerda das pistas de rolamento, sem se incomodar com mão ou contra mão, uma vez que transporte do povo e para o povo têm prioridade.

Foi aí que, para surpresa geral da platéia, entra uma senhora idosa, dizendo-se viúva de um ex-vereador, aos berros, falando que os vereadores do Natal, deveriam se preocupar com o serviço prestado à população e não com debates políticos estéreis. Serviço público, gritava a inteligente senhora,como o pagamento digno e em dia da pensão das viúvas dos ex-vereadores, onde ela era uma das vítimas.
Nesse interregno, chamam novamente Léo Sodré, para solucionar o caso. Mais uma vez, Leonardo com seu jeito manso, com afagos,com cheiros, sem antes, dar uma cochichada no ouvido da senhora, consegue retirá-la do recinto.

Retornando já exausto e de saco cheio dessas missões geriátricas, Léo se depara com Paulão da TV Câmara, ao lado do seu parceiro de programa, Ted Boy Marino, com um microfone na mão e um jovem com uma câmera no ombro apontada para ele, dispara:
- Léo , o que você acha da Terceira Via?
Léo, puto da vida, olha para Paulão de baixo pra cima e responde:
- Eu quero lá saber de porra de terceira via, eu vou procurar a terceira véia, porque com essa duas eu me reiei.
                   Chl
                 Out/2007
                                                                                                                        
                                                                            

Um comentário:

LeoSodré disse...

Vige Chagas!

Eu nem me lembrava mais dessa crônica. Dez a zero.

Abs,

LeoSodré